O que é o ASP.NET?

O que é o ASP.NET?

A multiplicidade de novos termos, métodos e linguagens faz com que seja necessário estar a par das tendências para que não sejamos ultrapassados. Se é um especialista do desenvolvimento de sites ou se tem curiosidade sobre o universo da programação, leia este artigo e encontre a resposta para a pergunta: o que é o ASP.NET?

De forma simples, o ASP.NET é uma plataforma da criada pela Microsoft para auxiliar os programadores na criação de sites dinâmicos, aplicações ou webservices. A ferramenta é a evolução do antigo ASP, sigla para Active Server Pages, e a sua grande vantagem está no facto de com a inserção de códigos scripting deixar informações que serão lidas e executadas pelo servidor.

Devemos sublinhar que, ao contrário do que muitos julgam, o ASP.NET não é uma linguagem de programação como o PHP ou o VBScript, mas sim uma ferramenta open source que executa os comandos deixados pelo programador. A tecnologia funciona como uma componente dos Internet Information Services (IIS), os servidores web criados para os sistemas operativos da Microsoft.

Outra das vantagens está na possibilidade de integração com outras ferramentas criadas pela empresa de Bill Gates. A iniciativa que procura a uniformização chama-se Microsoft.NET e tem como objetivo facilitar a vida ao web developer que  passa a escrever para a plataforma e não para o sistema ou dispositivo.

A plataforma ASP.NET permite a utilização de várias linguagens de programação. Se optar por esta solução para desenvolver a sua página, poderá utilizar um total de 33 linguagens diferentes: C#, C++, Visual Basic, Java, entre outras. Desta forma, poderá tirar partido do melhor de cada uma para melhorar o seu website.

Em que servidores podemos usar ASP.NET?

Como há pouco referimos, a plataforma ASP.NET foi pensada especificamente o Framework Microsof.NET e para ser trabalhar nos servidores IIS.

Dada a sua versatilidade, existem projetos que têm como objetivo “importar” a ferramenta para outro tipo de tecnologia. É o caso do mod_aspdotnet – que permite que a plataforma trabalhe em servidores Apache HTTP Server, desde que utilizando um sistema operativo Windows.

Também a empresa de software norte-americana Novell (antiga Ximian) deu início a um famoso projeto, conhecido como Mono Project. O primeiro passo foi dado pelo programador web Miguel de Icaza – o atual responsável pelo projeto GNOME.

Interessado nas potencialidades do .NET, o mexicano começou a pensar na possibilidade integrar as linguagens e criar um serviço universal para servidores que aceite várias linguagens.

Depois de um período de instabilidade interna, a empresa decidiu criar uma equipa para trabalhar numa alternativa para o .NET. O projeto veio a público, em 2001, na famosa conferência O’Reilly e, em 2004, foi lançado o Mono 1,0.

A segunda versão da plataforma chegou em 2009 e, desde então, os informáticos da atual Novell têm vindo a trabalhar no Mono 3.0, cuja data de lançamento ainda não foi anunciada.

Quais as vantagens do ASP.NET?

Usabilidade simples e integração de várias linguagens de programação. São estas as principais vantagens do ASP.NET.

A juntar a estes fatores todas as aplicações criadas são posteriormente compiladas, ou seja, os ficheiros gerados ficam em cache e serão executados mais rapidamente da próxima vez que a página for aberta.

O ASP.NET é também compatível com HTML e XML.