e-commerce

O que é o e-commerce? E qual a sua história?

A palavra e-commerce anda nas bocas do mundo e são muitos os que salientam o potencial desta nova forma de fazer negócios. Mas será que sabe ao certo o que é o e-commerce? Pois bem, de certeza que, nesta altura está a responder mentalmente: “é claro que sei, é comércio eletrónico”. Sim, está certo. Todavia, será que sabe como tudo começou e quais as modalidades desta nova prática comercial? Continue a ler e descubra.

Como bem disse, o e-commerce é a adaptação do comércio à Internet. O conceito aplica-se a toda a transação que implique um contacto online, o que significa que não só as lojas online podem ser consideradas comércio eletrónico. Aliás, antes de existirem lojas online, já existia comércio eletrónico. Como?

Há 30 ou 40 anos atrás, altura em que o conceito provavelmente nem sequer existia, as empresas começavam a dar os primeiros passos e a utilizar a Internet como um facilitador de comunicação, por exemplo, para enviar documentos. Com o passar do tempo, pequenas mudanças foram ocorrendo até que surgisse o e-commerce que hoje conhecemos: o de clicar no botão “comprar” e aguardar que o produto chegue a nossas casas.

Devemos, por isso, salientar que o aparecimento do e-commerce apenas foi possível graças a avanços tecnológicos e à criação de sistemas de pagamento que começaram no final da década de 80. Ainda assim, foi na década seguinte, altura em que apareceu a World Wide Web de Tim Berners Lee, que se deram grandes passos no sentido de garantir a segurança de dados através de protocolos específicos.

Em 1994, ocorreu finalmente a primeira venda online de uma empresa para um cliente. A pioneira foi a Pizza Hut, a quem compraram nada mais, nada menos do que uma pizza de pepperoni, cogumelos e extra queijo. Pouco tempo mais tarde surgiam as gigantes Amazon e Ebay e com elas o comércio eletrónico a que hoje estamos habituados.

E-commerce: Portugal e a revolução mundo dos negócios

Agora que já vimos como o que é o e-commerce e como surgiu o comércio eletrónico, está na altura de percebermos qual o impacto desta nova modalidade comercial. E para isso nada melhor do que falar de números. Sabia que, só em Portugal, o e-commerce já vale 4,8 milhões de euros? E que o comércio eletrónico representa já 1,5% do Produto Interno Bruto português?

Pois bem, a verdade é que depois de um longo período de desconfiança os portugueses estão a começar a comprar mais pela Internet. O segredo? Além de usufruírem facilidade com que é possível adquirir o que quer que seja sem sair de casa, as pessoas acreditam cada vez mais nas empresas e no bom funcionamento da dinâmica de venda e na sua segurança.

Por sua vez, são também cada vez mais as empresas que optam por investir nesta área, já que é uma forma de chegar a novos clientes, estejam eles em Portugal ou no estrangeiro. Os custos são muito reduzidos e as oportunidades mais do que muitas – principalmente se falarmos do mercado que se estende não só ao território nacional, como a todos os países de língua portuguesa, nomeadamente o Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *