Dicas SEO

10 Dicas de SEO para criar site de sucesso

Não é à toa que o Google é, de longe, a página mais visitada do mundo: antes de chegar a qualquer website, a maioria das pessoas utiliza o motor de busca para procurar por aquilo que pretende. Não acredita? Então analise o seu próprio comportamento.

Neste artigo, falamos-lhes de SEO, sigla para Search Engine Optimization. De forma genérica, a Otimização de Motores de Busca diz respeito ao conjunto de técnicas utilizadas no universo do marketing digital que têm o objetivo de aumentar a visibilidade de um website dentro da pesquisa orgânica do Google.

Da próxima vez que fizer uma pesquisa, repare qual o resultado que surge em primeiro lugar. Já parou para pensar porque é que essa página aparece em primeiro, em vez de outra qualquer? A resposta é simples: porque o Google considera que essa página é a mais relevante.

A pergunta que se impõe agora é: mas, porquê? Através de um algoritmo a gigante da Internet analisa o conteúdo de cada página para perceber se a informação nela contida é relevante.

O objetivo é criar uma estrutura organizada que seja capaz de hierarquizar as páginas por grau de importância. Assim, sempre que o internauta fizer uma pesquisa terá a vida facilitada, já que as probabilidades de encontrar o conteúdo pretendido são maiores.

Embora os critérios de avaliação das páginas não sejam divulgados, várias especialistas têm-se debruçado sobre o estudo da arte do SEO. No final, concluiriam que existem alguns fatores fundamentais. Leia este artigo e saiba como melhorar o desempenho das suas páginas e como criar um blog de sucesso.

Dicas de SEO

1 – Palavras-chave
Qualquer que seja o conteúdo que está a escrever – seja ele de venda ou apenas informativo -, deve ter a preocupação de ouvir os utilizadores da Internet. Como? Sabendo as palavras-chave que eles utilizam para pesquisar sobre os seus problemas ou curiosidades. Para isso utilize a ferramenta Google AdWords.
Depois de descobrir quais os termos utilizados, está na altura de os aplicar: escolha uma palavra-chave principal e vá repetindo-a de forma natural ao longo do texto. Complemente a informação utilizando sinónimos ou fazendo uso das várias expressões que lhe foram dadas pelo Google Adwords. Se trabalha com WordPress, poderá utilizar o plugin Yoast SEO.

2 – Títulos
Os títulos devem seguir 2 regras primordiais: em primeiro lugar devem conter a palavra-chave principal do texto e, em simultâneo, devem ser apelativos para o leitor. Lembre-se que sempre que a sua página aparecer no Google, mesmo que apareça em 1.º lugar, ela será mais uma no meio de muitas outras.
Por isso, um título que explore desperte curiosidade ou que incite à interação poderá fazer toda a diferença no momento de escolher. Além disso, tenha a atenção de não optar por frases demasiado curtas nem demasiado longas.

3 – Meta Tags
As meta tags são uma parte muito importante do trabalho de Otimização do Motor de Busca. Neste campo, deverá inserir não só a palavra-chave principal, como todas as outras que foi utilizando de forma complementar ao longo do texto.
Tal como o título, as palavras-chave das Meta Tags vão dar a informação ao Google sobre qual o tema do artigo ou daquela página específica do site. Todas as páginas devem ter este campo preenchido, desde a homepage até às páginas de ”about us”, por exemplo. Dependendo da sua decisão, pode optar por ocultá-las ao visitante ou, se preferir, deixá-las visíveis.

4 – Headlines
Existem vários tipos de headlines. O principal é o título, mas podemos utilizar os códigos HTML de headline (<h2>, <h3>, h4>, etc.), para estabelecer uma hierarquia dentro do blog ou website.
Qual é a finalidade disto? Desta forma estamos a dizer ao Google quais são os temas específicos que abordamos na nossa página. Assim, ele será capaz de analisar mais facilmente a qualidade do conteúdo, percebendo se este vai ao não de encontro às pesquisas do internautas.

5 – Link Building
A Internet funciona como uma grande rede de estradas, onde existem vários caminhos para chegar ao mesmo sítio. Um dos princípios básicos do SEO é fazer com que as nossas estradas não sejam sem saída.
O que queremos dizer com isto? A verdade é que o Google valoriza a ligação entre as páginas. Ou seja, se não colocar links para outras páginas é provável que o seu site seja penalizado. Através de links internos e externos poderá contribuir para que o seu site ganhe maior visibilidade.
Além disso, o que normalmente acontece é que há uma transferência de credibilidade: se tiver um site sobre energia solar e inserir o link para uma página de uma organização ambiental, o Google reconhecerá que o seu conteúdo é credível, já que está a associado a uma página de renome.

6 – Sitemap
A melhor forma de dizer ao Google que existimos é através do sitemap. Nalguns casos, o Google Bot, o robot da Google responsável pelo rastreio da Internet, pode demorar algum tempo até que um site seja completamente indexado. O mesmo acontece quando falamos de sites complexos que possuem muitas páginas.
Para facilitar o trabalho ao Google Bot, o melhor será criarmos o sitemap – um ficheiro com o mapa do site. Depois, é só submeter na conta do Google Webmasters e já está.

7 – URL Amigável
O URL não é em regra geral o título da página. No entanto, é preciso ter em conta a necessidade o otimizar, de forma a que este fique amigável.Porquê? Da mesma forma que o Google “não gosta” de títulos pouco informativos, também não gosta de explicações demasiado longas.
Salientamentos, no entanto, que o mais importante é que o URL contenha a palavra-chave principal. Por oposição, deve evitar URLs que contêm sequências ilegíveis de letras e números sem qualquer significado.

8 – Imagens
Dê o nome da palavra-chave principal às suas páginas: por exemplo, “palavra-chave.jpeg”. Os elementos multimédia, nomeadamente as imagens e o vídeo, ajudam a dar valor às suas páginas. Mas atenção: deve ter cuidado com a dimensão para que não torne o seu site demasiado “pesado”, fazendo com que este demore mais tempo a carregar e prejudicando o seu desempenho.

9 – Interatividade
O Google reconhece a existência de outras páginas associadas ao seu website, nomeadamente no que diz respeito às redes sociais. Divulgar os seus conteúdos ou as páginas do seu website pode não só ajudar a aumentar a visibilidade da sua página, como também a fazer com que esta se torne mais visível no motor de busca.
Não se esqueça, por isso, de inserir os plugins do Facebook e para as outras redes socais. Assim, você e todos os outros utilizadores poderão partilhar a informação com um único clique.

10 – Suporte adequado
Há aspetos técnicos que influenciam a forma como o Google lê o website. Falamos há pouco das imagens, por exemplo, mas existem outros fatores. A escolha da solução de alojamento web errada pode fazer com que website se torne lento quando visitado por um número elevado de pessoas. Em alguns casos, pode chegar mesmo a ficar em baixo.
Os problemas técnicos serão registados pelo Google que e da próxima vez que alguém fizer uma pequisa é provável que o seu site perca pontos para os concorrentes, uma vez que o Google Bot identificou problemas no momento de aceder à página. Resolva o problema com o alojamento web aqui.